• Home  /
  • News   /
  • Venda de carros dá sinal positivo em agosto
Venda de carros dá sinal positivo em agosto Crédito da imagem: Think Stock Photos Full view

Venda de carros dá sinal positivo em agosto

As vendas de veículos apresentaram aumento na primeira semana de agosto, de acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

“Se as vendas não mostrarem um sinal mais positivo em agosto podemos ficar um pouco mais preocupados. Mas os primeiros dias de agosto estão mostrando até agora bons números de vendas”, afirmou o presidente da Anfavea, Antonio Megale, na última sexta-feira (4).

Segundo ele, a expectativa é de que em setembro o setor revise a estimativa de crescimento das vendas de veículos leves, enquanto para caminhões e ônibus há um viés de corte na previsão.

Hoje, a Anfavea projeta crescimento de 4% nas vendas de veículos em 2017 sobre um ano antes, chegando a 2,133 milhões de unidades.

Em julho a entidade registrou o licenciamento de 184,8 mil carros, queda de 5,2% ante junho. No entanto, em relação a julho do ano passado as vendas de veículos novos subiram 1,9%. No acumulado dos primeiros sete meses de 2017 as vendas chegaram a 1,20 milhão de unidades, acréscimo de 3,4% frente igual período de 2016.

“Este foi mais um mês que comprovou a estabilidade das vendas. A média diária continua próxima da casa das 9 mil unidades e ficamos acima do mesmo mês do ano passado, apesar da base de comparação ser baixa. Entretanto, o cenário econômico tem apresentado sinais positivos, como a forte queda da inflação e também da taxa básica de juros. Com as próximas reformas, esse panorama pode melhorar cada vez mais”, ponderou o dirigente, em nota.

Produção

A indústria automotiva produziu 224,8 mil unidades em julho, alta de 17,9% sobre o mesmo mês do ano anterior e de 5,9% ante as 212,3 mil de junho passado.

Foram as exportações que sustentaram esse desempenho. No mês passado, as montadoras embarcaram 65,7 mil unidades enviadas para outros países, aumento de 42,5% na comparação com igual mês de 2016. Sobre junho houve queda de 2,4%. No ano, o setor teve recorde para o período, com exportações de 439.586 unidades, avanço anual de 55,3%.

“Foi o melhor acumulado de exportações da história e caminhamos para termos recorde no ano”, disse Megale, em entrevista a jornalistas, acrescentando que os maiores mercados foram Argentina, México, Chile, Uruguai e Colômbia.

O recorde anterior de vendas externas no período de janeiro a julho foi cravado há 12 anos, quando o setor exportou 420 mil veículos – nos primeiros sete meses de 2005.

O dirigente observou ainda que o decreto publicado pelo governo argentino, que tem o objetivo de diminuir a importação de carros produzidos no Brasil, não deve reduzir as vendas ao país vizinho. O decreto exige que as montadoras argentinas que estão ultrapassando o limite de importações depositem garantias de que as multas decorrentes do excesso de importação serão pagas.

Fonte : DCI/Agências

Written by Ricardo

Deixe seu comentário