• Home  /
  • News   /
  • Zotye quer investir R$ 200 milhões para fabricar carros no Ceará
Zotye quer investir R$ 200 milhões para fabricar carros no Ceará zotye_t200_800x459 - Zotye T200 - divulgação Full view

Zotye quer investir R$ 200 milhões para fabricar carros no Ceará

A montadora chinesa de automóveis Zotye Motors tem interesse em investir R$ 200 milhões em uma fábrica no Ceará. A unidade ficaria localizada na Zona de Processamento de Exportação (ZPE), no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), em São Gonçalo do Amarante (CE).

O diretor geral da Zotye no Brasil, Cadu Barbosa, diz que aguarda uma proposta do Governo do Estado para dar seguimento ao negócio. “Aguardamos uma proposta que trate das potencialidades e dos incentivos para ver se justifica o investimento no Estado”, explica o executivo. A planta da fábrica tem 200 mil metros quadrados. A produção é estimada em 20 mil unidades ao ano.

No primeiro momento, a fábrica responderia pela montagem dos veículos importados para o Ceará, sem a necessidade de peças nacionais – formato CKD. Contudo, em cinco anos de operação, o percentual de participação deve atingir 60%. “Priorizamos a região onde estivermos instalados. Se conseguirmos levar empresas de autopeças para atender nossa demanda, o negócio será de primeira linha”, avalia Cadu Barbosa.

Na primeira etapa (apenas montagem dos veículos), entre 500 e 600 empregos diretos seriam gerados. A produção ocorreria no primeiro semestre de 2017. Na etapa mais avançada (linha de produção), o número de funcionários saltaria para até 2.500. Os automóveis seriam produzidos no primeiro semestre de 2018.

Os modelos que entrariam na linha de fabricação no Ceará são minicompacto Z100 (R$ 35 mil), dotado de motor 1.0L três cilindros e o SUV T200 (R$ 50 mil), equipado com motor 1.5L. A motorização, segundo ele, é de origem Mitsubishi. O carro elétrico Zotye E200 deverá ser comercializado entre R$ 40 mil e R$ 45 mil. O modelo apresenta 200 km de autonomia.

A empresa também estuda, em caso de instalação da fábrica no Ceará, a formatação de corredores de recarga dos automóveis elétricos. “Temos um projeto em andamento para que o motorista possa recarregar o carro em postos, restaurantes e lanchonetes. Pensamos em fazer um corredor de recarga. Cada ponto ficaria a 5 km de distância do outro. Assim, conseguiríamos interligar uma grande malha viária”.

Diferencial

Cadu diz que o diferencial do Ceará está na posição geográfica do Porto do Pecém, que beneficia as exportações para os mercados consumidores do Chile, Uruguai e Venezuela e outros países da América Latina. “A situação é positiva, já que temos facilidade em exportar para esses mercados”, adianta. Ano passado a Zotye adquiriu a TAC Motors, com indústria em Sobral. A companhia dará continuidade às operações de produção do jipe Stark 4×4.

Na próxima semana haverá uma reunião com a Zotye para apresentação da proposta ao Estado. É o que adianta Antonio Balhmann, assessor para Assuntos Internacionais do Ceará. “A ideia é que os chineses façam a ZPE do Ceará como plataforma de exportação para a América Latina, com produção de 100 mil veículos/ano, e unidades de motores. Mas isso vai depender da estratégia da Zotye”, explica.

Fonte : O Povo/Átila Varela

Written by Ricardo

Related Articles

Deixe seu comentário